Trabalhadores da Oi, em Brasília, aprovam a proposta de Acordo Coletivo 2017/2019

A categoria compareceu em massa à assembleia no SCS

Autor: Redação Sinttel-DF
Contato: imprensa@sinttel.org.br

No início da tarde desta quarta-feira (22/11), os trabalhadores da Oi aprovaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2019 apresentada pela empresa. Foram computados 189 votos a favor, 3 contra a proposta e 1 abstenção, totalizando 193. O reajuste salarial será de 1,6% a partir 1º de maio de 2018 sobre os salários de 31/10/2017 e Tíquete Alimentação terá reajuste de 1,83% a partir de 1º de janeiro de 2018, passando de R$ 32,60 para R$ 33,20; Tíquete Extra de R$ 1.001,00 com coparticipação de R$1,00 (creditado no cartão em até 10 dias após a assinatura do ACT); adiantamento do Placar 2017 de um salário nominal de 1/12/2017, que será pago em 15/1/2018. Antecipação de 50% do 13º de 2018 (salário nominal 1/12/2017), que será pago dia 15/12/2017 e manutenção das demais cláusulas do Acordo Coletivo vigente.

Este ano as negociações com a Oi tiveram um desfecho rápido, mesmo com o processo de recuperação judicial que a empresa enfrenta. Antes de a proposta da empresa ser colocada em votação, os diretores do Sinttel-DF Ivomar Barbalho e Brígido Ramos fizeram todos os esclareceram e tiraram as dúvidas da categoria. “Embora não seja a proposta ideal para os trabalhadores, foi uma proposta aceitável tendo em vista o momento que a empresa está passando”, afirmou o diretor do Sinttel-DF Geraldo Coan.

A Federação Interestadual dos Trabalhadores e Pesquisadores em Serviços de Telecomunicações - FITRATELP vai aguardar os resultados das assembleias nos Estados da base da federação, para fazer a contagem geral dos votos dos trabalhadores. O Sinttel-DF, mais uma vez, parabeniza a categoria pela presença participativa na assembleia e conclama os companheiros para continuarem unidos ao seu sindicato na luta por melhores condições de trabalho na empresa. Nenhum Direito a Menos. Juntos somos mais fortes!

Data

23/11/2017

Veja mais notícias sobre o assunto, compartilhe essa notícia

Campanha Salarial

Comente